Josie Ferret

A crescente valorização do mercado imobiliário nos últimos meses tem despertado maior interesse pelo investimento em imóveis. Afinal, com o baixo rendimento de aplicações como a renda fixa, a queda do Bitcoin e o sobe-e-desce das bolsas, o mercado de imóveis se mantém como uma opção mais segura e atrativa para o investidor conservador.

Vale ressaltar que a valorização de um imóvel dificilmente será menor do que a inflação ou outra opção mais conservadora de investimento financeiro. Mas é preciso entender um pouco sobre o setor, afinal é um tipo de rendimento com retorno de médio e longo prazo, com um investimento mais alto logo de início. É preciso estar preparado financeiramente, mas, por outro lado, o retorno pode chegar a 0,5% ao mês, no caso de um aluguel de imóvel compacto, alcançando a 6% ao ano.  Além disso, há a valorização do imóvel que tende a chegar a 30% ao ano, conforme o tipo, metragem e localização.

No entanto, mais uma vez, é preciso atenção e conhecimento do mercado para acompanhar as nuances, reconhecer oportunidades ou “perrengues”, observar onde há maior demanda por locação, além do crescimento da região com maior valorização do imóvel.  Para isso, um corretor de confiança é essencial para ajudar o investidor a escolher a melhor opção de investimento.

 

Confira 6 passos para investir em imóveis:

01 – Liquidez

Atenção à liquidez do imóvel, ou seja, a capacidade de se valorizar com o tempo e facilidade de comercialização ou locação.

02 – Custos totais

Avalie os custos totais, além do preço do imóvel: impostos, custos de cartório e outros quando for para locação, como IPTU, taxa de condomínio, seguros, taxas de marinha e manutenção.

03 – Patrimônio

Evite imobilizar grande parcela do patrimônio familiar em imóveis. Segregue um percentual saudável para isso.

04 – Assessoria profissional

Busque um corretor de imóveis de confiança. Ele poderá ajudar com todas as dúvidas sobre a segurança ou risco do negócio.

05 – Documentação

Garanta que haja uma adequada análise documental, se os pagamentos estão em dia, se o imóvel tem toda a documentação correta para a sua venda.

06 – Ativos diversificados

Diversifique mais os seus ativos: analise investir no setor de outras formas, como fundo de investimento imobiliário negociado em bola ou investimentos por meio de sociedades estruturadas. Consulte sempre profissionais e empresas de confiança.

 

Onde investir no mercado imobiliário

Imóveis residenciais na planta

Uma das vantagens é poder contar com um valor menor de investimento, no início, já que é possível negociar o pagamento diretamente com a construtora, durante a obra e não há incidência de juros nesse período. Se for investir para locação, é preciso contar esse tempo e verificar se há condições de pagar o imóvel até a sua entrega. Por outro lado, ao comprar na plantar, a valorização é bem maior do que quando se adquire um imóvel pronto.

Imóveis residenciais prontos

Liquidez mais rápida, já que esse tipo de imóvel já está para ser alugado.

Lojas

Por serem mais raras, podem ter uma liquidez maior do que apartamentos e salas comerciais. Mas é bom ficar atento quanto a localização. Outro detalhe é que o investidor precisa também acompanhar o mercado, uma vez que lojas em localizadas são vendidas com muita velocidade, antes mesmo do lançamento.

Salas comerciais

Neste caso é importante avaliar as tendências do mercado. Atualmente, a procurar é por espaços maiores e a liquidez pode se igualar à de um apartamento. Localização também é um ponto forte desse tipo de investimento.

Loteamentos

Aqui a valorização é boa há facilidade pagamento. No entanto é interessante avaliar a localização, estrutura, rede de serviços e transporte.

Terrenos

Boa parte do que vale para um loteamento, vale para terrenos também: é preciso observar a localização e a velocidade de crescimento da região. Quanto mais escassos, em uma região, mais valorizados. Porém os terrenos podem ser afetados por alterações no plano diretor municipal, o que pode até inviabilizar certos tipos de obras. Fique atento a localização e o crescimento da região.

Fundos imobiliários

Existem alguns benefícios tributários e o investimento mínimo necessário é pequeno, portanto é um dos tipos mais acessíveis para quem está começando a investir. Mas é importantíssimo analisar se o gestor do fundo tem credibilidade, além da tendência do mercado (galpões, shoppings, estacionamentos, etc).

Sociedades estruturas SPE

No caso de investimentos através de sociedades estruturas, também chamados de imóveis a preço de custo, há a vantagem de ser mais tangível pelo fato dos imóveis serem locais, além da valorização na entrega das chaves.

Deseja começar a investir no mercado imobiliário? Vamos conversar! Entre em contato e agende um café de negócios com nossos consultores.